Compliance na saúde: segurança dos dados dos pacientes no meio digital

A segurança das informações dos pacientes é uma das maiores preocupações das clínicas médicas. Um descuido pode levar dados sigilosos a caírem em mãos erradas, trazendo consequências legais e de reputação para o negócio.

O receio de ataques cibernéticos é um dos motivos que levam muitos empreendedores do setor de saúde a manter prontuários físicos, o que pode ser um equívoco, já que, na nuvem, é possível oferecer cada vez mais segurança para os dados.

Sistemas baseados na nuvem com protocolos de segurança

Soluções baseadas na nuvem, como sistemas de gestão para clínicas, são desenvolvidos de forma a protegerem os dados dos pacientes por meio de recursos como firewalls e criptografia de dados.

Assim, é possível otimizar todos os processos da clínica e ainda garantir o sigilo médico-paciente, uma vez que o acesso aos dados é feito de maneira hierarquizada.

Isso significa que, apenas pessoas previamente autorizadas, têm acesso aos dados dos pacientes, mediante identificação por login e senha. Desta forma, caso haja qualquer tipo de vazamento de informações, é possível rastrear quem acessou os dados.

Além disso, sistemas baseados em nuvem combatem riscos físicos a que os prontuários de papel estão sujeitos, tais como perdas, extravios e até acidentes de ordem natural, como enchentes ou incêndios.

Mesmo que sua clínica precise mudar de endereço por um motivo ou outro, o sigilo dos dados é preservado sem comprometer a acessibilidade às informações.

Backup na nuvem

No meio digital, o backup de dados é feito em tempo real e de forma que você possa recuperar qualquer informação que necessite rapidamente. Ao registrar os dados em servidores virtuais, seu software de gestão para clínicas garante acesso às informações mesmo que um servidor tenha problemas de desempenho.

Nesse sentido, o atendimento ao paciente e o acesso aos dados do histórico médico ficam garantidos sempre que haja acesso à internet, evitando anotações externas que possam comprometer a segurança da informação.

Prontuário eletrônico (PEP)

Os prontuários médicos, sejam em papel ou eletrônicos, devem obedecer à Resolução CFM 1638/2002. Entretanto, o documento em papel tem várias limitações, como acesso a apenas um profissional por vez e a exigência de um espaço físico para guarda.

Já o prontuário eletrônico, traz a possibilidade de desenvolver um acompanhamento melhor do paciente, com vários profissionais de saúde tendo acesso ao histórico médico dele. Ele também reduz as falhas provocadas por letras mal interpretadas e agiliza o atendimento, pois pode ser consultado a qualquer hora, em qualquer lugar.

O prontuário eletrônico evita rasuras e registra todas as alterações realizadas no documento, evitando assim que informações importantes sejam perdidas ou alteradas.

Assinatura eletrônica

Outra forma de manter a segurança dos dados dos pacientes é com a utilização de assinatura eletrônica, a qual está integrada ao prontuário eletrônico. O profissional não precisa imprimir e assinar o documento, o que evita fraudes ou esquecimentos de rubricar um atendimento realizado.

A assinatura eletrônica tem a mesma validade da assinatura de próprio punho e confere valor legal ao prontuário do paciente, uma segurança a mais até para quem precisa compartilhar o documento com outros profissionais para promover um atendimento integrado.

Qualquer médico pode obter uma assinatura eletrônica e até um certificado digital, conforme você verá no próximo tópico.

Certificação digital

A certificação digital é outro dispositivo de segurança utilizado para garantir a segurança das informações dos pacientes, já que é chancelada apenas por órgãos oficiais.

Para ter o prontuário eletrônico na sua clínica como solução para otimizar processos e melhorar a capacidade de gestão dos dados dos pacientes, é necessário ter a certificação digital antecipadamente, adquirida junto a uma empresa certificadora.

No momento da aquisição da certificação digital, são exigidos diversos documentos, tanto da clínica, como pessoa jurídica, quanto do responsável legal por ela, para que o processo seja o mais seguro possível.

O responsável legal recebe uma chave de segurança que é pessoal e intransferível, ou seja, mais ninguém na clínica está autorizado a utilizá-la.

Nesse sentido, prescrições médicas, laudos laboratoriais e prontuários devem ser acompanhados dessa validação para que se tornem oficiais, garantindo maior controle sobre os dados gerados a cada interação com os pacientes.

CRM Digital

A idoneidade dos médicos é sempre verificada por meio do número do CRM. Atualmente, esse documento vem sendo substituído pela versão digital, que também pode ser integrada à certificação digital.

Dessa forma, a identificação dos profissionais nos prontuários eletrônicos, assim como em laudos médicos e demais documentos, pode ser verificada rapidamente, trazendo maior transparência ao relacionamento com os pacientes.

Certificação de Software SBIS-CFM

Também é possível aumentar a segurança das informações na sua clínica adquirindo um software certificado pelo SBIS-CFM. Um sistema certificado tem garantia de cumprir com as melhores práticas do mercado no que tange ao sigilo e privacidade dos dados, trazendo maior credibilidade para a sua clínica e um processo de compliance transparente.

Para conquistar a certificação SBIS-CFM, os desenvolvedores de softwares para clínicas médicas devem garantir a confidencialidade, autenticidade e integridade das informações.

Como pré-requisitos também são exigidos a integração com a certificação digital e a assinatura eletrônica, visando manter os documentos estritamente no formato digital e sem possibilidade de adulteração.

Convencido de que os dados dos seus pacientes estão seguros no ambiente digital? Saiba mais sobre a importância da segurança da informação para a sua clínica e como ela pode ser um fator de sucesso!

Lucas Menezes

Lucas Menezes

Publicitário, autor do livro "Versos e Versões", faz parte da Antologia Poética Brasileira e valoriza a riqueza da cultura nacional. Atualmente, trabalha com Marketing de conteúdo e com estratégias para geração de leads qualificados na Vitta. #somostodosvittanos

6 Comentários

  • Marta
    24 de outubro

    Qual sistema tem gestão na nuvem?

    • Lucas Menezes
      24 de outubro

      Olá Marta, como vai? O ClinicWeb é um sistema de gestão para clínicas na nuvem! 100% de segurança à nível bancário e total acessibilidade a todos os dados armazenados. Acesse o site https://www.clinicweb.com.br/ ou ligue para o telefone 0800 878 8134 e entre em contato conosco para saber mais!

  • Ariane Limeira
    24 de outubro

    A Vitta tem SBIS?

    • Lucas Menezes
      24 de outubro

      Olá Ariane, tudo bem? O ClinicWeb, programa da Vitta, é certificado e utiliza a SBIS/CFM para conferir valor legal a prontuários e prescrições.

  • Jeferson
    24 de outubro

    Os dados digitais são mais confiáveis que no papel

    • Lucas Menezes
      24 de outubro

      Olá Jeferson, tudo bem? Sem sobra de dúvidas! O papel está sujeito a muitos riscos os quais a digitalização é imune!

Deixe o seu comentário

[i]
[i]