Como fazer um perfil médico no LinkedIn

“Quem não é visto, não é lembrado”. Em uma época em que as pessoas estão cada vez mais conectadas é importante marcar presença e ser visto nas redes. É justamente por essa razão que é recomendável que você tenha um perfil médico no LinkedIn.

Em meio às tantas redes sociais existentes, o LinkedIn é aquela que sempre teve caráter profissional. Assim sendo, desenvolver um perfil campeão e ser presença ativa por lá pode garantir tanto o aumento do número de pacientes quanto do de parceiros para sua clínica médica.

Neste post, você vai entender melhor o funcionamento e o potencial do LinkedIn e, ainda, acompanhar um passo a passo de como criar o seu perfil e se destacar na rede. Interessado? Acompanhe!

O que é e como funciona o LinkedIn

O LinkedIn é uma rede social americana fundada em 2003. Como todas as outras que conhecemos atualmente, sua proposta é permitir o relacionamento entre as pessoas, mas com um relevante diferencial: o foco são os relacionamentos profissionais.

Todo o processo para a criação de um perfil público na rede envolve o preenchimento de uma espécie de currículo. Por meio dele, o profissional se apresenta, fala de suas características, aptidões, cursos, experiências e local de trabalho.

Assim, pode ser encontrado e encontrar colegas e ex-colegas, influenciadores e empresas de seu interesse e manter um canal de comunicação aberto com eles.

A rede permite o contato por meio de mensagens privadas ou comentários em publicações. Além de abrir espaço para a publicação de artigos e, também, de vagas de emprego.

Porque é importante fazer o seu perfil médico no LinkedIn

Em algumas das outras redes sociais que fazem parte do dia a dia da sociedade, é possível encontrar perfis, publicações e páginas de cunho profissional. E isso pode, de fato, gerar bons resultados.

O LinkedIn, porém, por ser uma rede exclusivamente profissional, contribui para conferir mais credibilidade aos perfis. Por essa razão, muitos recrutadores ou pessoas em busca de parcerias profissionais sabem que a sua pesquisa deve ser feita por lá.

É importante lembrar que, mesmo para quem não está em busca de novas oportunidades, o networking médico pode trazer muitos benefícios e levar tanto ao crescimento pessoal quanto ao crescimento profissional.

Saiba mais sobre a importância do networking médico na área da saúde

Além disso, num mundo cada vez mais conectado, é comum que pacientes busquem na internet informações sobre enfermidades, tratamentos e, também, sobre profissionais da área médica.

Muitas vezes, o paciente encontra muitos nomes à sua disposição e, na falta de uma indicação que lhe dê mais confiança na escolha, um bom perfil no LinkedIn pode contribuir para a sua decisão. Ou seja, novamente, a credibilidade da rede favorece o contato e, consequentemente, a conquista de novos pacientes.

Passo a passo: dicas para criar um perfil campeão

A simples criação de um perfil na rede não é o bastante. No processo, é preciso tomar alguns cuidados e seguir orientações capazes de transformar um perfil comum naquilo o que o próprio LinkedIn classifica como um “perfil campeão”.

1. Faça o seu cadastro

A primeira etapa é o acesso ao site do LinkedIn e o preenchimento das informações de cadastro para um perfil gratuito. Em seguida, você será direcionado para o preenchimento dos dados do seu perfil / currículo. O processo é simples e intuitivo, mas vale ter atenção às dicas a seguir para ter a certeza de criar um perfil de sucesso.

2. Escolha bem a foto de perfil

Não hesite em adicionar uma foto para o perfil, mas tenha atenção na hora da escolha. O LinkedIn é a maior rede profissional do mundo e, por isso, se certifique de que a imagem esteja adequada para te apresentar como um médico e transmita a devida seriedade.

3. Invista no resumo

O LinkedIn abre espaço para que você apresente um breve resumo da sua vida e objetivos como profissional. Vale a pena despender mais tempo para escrever um texto bom e atrativo.

Tenha objetividade e escolha uma comunicação clara, ainda que formal, e prefira apresentação realista do seu perfil ao uso de termos genéricos e vagos. (Lembre-se de que pessoas que não são da área médica — futuros pacientes — também podem ter contato com o seu perfil).

4. Solicite recomendações

Indicações podem ser bastante poderosas para ajudar um profissional a achar um emprego, um parceiro de negócios ou, até mesmo, clientes. O LinkedIn abre espaço para que você solicite recomendações profissionais de quem conheça o seu trabalho.

O perfil está criado, e agora? Aprenda a utilizar e conheça os benefícios

O LinkedIn é uma rede que favorece o networking. Portanto, após a criação do perfil, é interessante mantê-lo ativo e interagir curtindo e comentando publicações de colegas ou empresas de seu interesse, compartilhando informações e fornecendo recomendações, por exemplo.

Mas, mais do que isso, é importante saber que o LinkedIn abre espaço para que os profissionais publiquem conteúdos relevantes. Ao fazer isso, um profissional da área médica consegue mostrar para colegas (prováveis contratantes ou parceiros) e ao público em geral (futuros pacientes em potencial) todo o seu conhecimento na área de atuação.

Assim sendo, essas publicações podem se tornar um convite para novos contatos profissionais e, portanto, são parte vital para quem deseja conhecer os benefícios reais de se ter um perfil médico no LinkedIn.

Em resumo, se bem construído e bem utilizado, o perfil permite que você seja conhecido e ganhe mais credibilidade para alcançar os seus objetivos profissionais. Vale, ainda, ter atenção às dicas que o próprio LinkedIn fornece quanto a atualização do perfil e interação na rede.

Você já fez o seu perfil médico no LinkedIn e tem experiências interessantes para compartilhar? Deixe seu comentário!

Lucas Menezes

Lucas Menezes

Publicitário, autor do livro "Versos e Versões", faz parte da Antologia Poética Brasileira e valoriza a riqueza da cultura nacional. Atualmente, trabalha com Marketing de conteúdo e com estratégias para geração de leads qualificados na Vitta. #somostodosvittanos

6 Comentários

  • Luli Andreoli
    1 de novembro

    o linkedin é a melhor rede profissional sem dúvidas

  • Paulo
    1 de novembro

    Linkedin, facebook, twitter, instagram, tenho perfil em todas!

  • Victoria Lopes
    1 de novembro

    O Linkedin já em ajudou a conseguir muitos trabalhos por ai, os empreendedores dão muito valor a essa rede

    • Lucas Menezes
      1 de novembro

      Boa tarde Victoria, tudo bem? O LinkedIn, de fato, é uma vitrine profissional.

Deixe o seu comentário

[i]
[i]