Desconto no valor da consulta: qual o limite?

Se você já ouviu por aí que o povo brasileiro é mestre em pechinchar, saiba que há mesmo um fundo de verdade nisso. A prática de pedir descontos é muito comum no país e qualquer empreendedor precisa saber lidar com essa situação.

E isso vale também para as clínicas médicas. Afinal, nem todos os pacientes possuem plano de saúde e, da mesma forma, nem todas as instituições trabalham com planos. Com isso, não raro, pacientes pedem descontos no valor da consulta e, para não arriscar perder a clientela, muitos decidem aceitar e negociar.

Mas, qual o limite dessa negociação? Saber o quanto você pode ceder é crucial para garantir a saúde financeira de seu negócio e não causar prejuízos. Continue a leitura para entender como estabelecer sua política de descontos de uma forma sempre benéfica!

O desconto pode ser benéfico para o paciente e também para a sua clínica

Antes de mais nada, você precisa entender que o desconto não deve ser visto por você, empreendedor da área da Saúde, apenas como uma forma de aliviar o bolso e fazer um agrado aos seus pacientes. Mais do que isso, para conseguir extrair benefícios dessa prática, você precisa pensar no desconto como estratégia de negócio.

E isso significa mesmo pensar racionalmente na situação e colocar na ponta do lápis seus ganhos e perspectivas para, então, conseguir estabelecer uma prática de descontos que seja benéfica para os clientes e, ainda, que mantenha a saúde financeira de sua clínica.

Falaremos mais disso adiante porque, neste primeiro momento, é interessante ressaltar que sim, definir o limite do desconto no valor da consulta, bem como entender como fazer essa negociação nem sempre é tarefa fácil. Mas é necessário enfrentar esse desafio. E, para te ajudar a entender porque, falemos sobre os riscos de não pensar no desconto como estratégia.

Os riscos que o desconto mal aplicado oferece para sua a clínica

Como dito, pacientes pedem por descontos. Se, sem nenhum planejamento, você decide ceder e reduzir o valor da consulta uma única vez no mês, provavelmente não terá problemas. Mas esse não é um cenário comum.

Em geral, essa situação acontece repetidas vezes e, se não houver um controle baseado em sua estratégia de negócio, você pode acabar perdendo a noção do quanto a prática vai impactar no seu faturamento e fechar o mês no vermelho.

Vale lembrar que o prejuízo financeiro pode prejudicar todo o seu negócio, afetando salários, compra de materiais e medicamentos, pagamento de contas e, consequentemente, a qualidade do atendimento.

E, ainda no que diz respeito ao atendimento, é importante ter em mente que aplicar descontos sem critério definido pode, também, prejudicar sua relação com os pacientes. Pode acontecer de informações sobre valores distintos serem compartilhadas sem explicação, gerando desconforto e até afastamentos.

Como definir um limite e conseguir benefícios dando desconto no valor da consulta

A essa altura, já deve estar mais fácil pensar nos benefícios de um desconto bem aplicado. Além de não comprometer o caixa da clínica e suas atividades, a prática contribui para melhorar o relacionamento com os pacientes e mantê-los fiéis. A seguir, você vai conferir algumas dicas para determinar valores e limites:

Avalie seus custos e perspectivas de ganho

Saber quanto você gasta para manter o consultório ou clínica funcionando é crucial para determinar valores e descontos. Certamente, isso inclui todas as contas para a manutenção do espaço, compra de materiais e, claro, um valor justo referente aos seus serviços.

Para definir o desconto no valor da consulta, você tem que definir primeiro quanto cobrar por ela, considerando suas qualificações e diferenciais. A partir disso, faça as contas para determinar seu faturamento e o lucro desejado para, então, calcular o desconto.

É interessante, por exemplo, calcular se você ainda conseguiria fechar o mês com saldo positivo se praticasse um valor x de desconto em todas as consultas, pegando a média de atendimentos mensal como base.

Isso não significa que você vai, de fato, dar desconto em todos os atendimentos. Mas é algo que pode te ajudar a ter noção dos limites da prática para a saúde financeira e estabilidade de seu negócio.

Considere as próximas consultas e procedimentos

Se em sua especialidade a ocorrência de consultas de retorno é comum ou se, ainda, seu atendimento pode incluir a marcação de novas datas para a realização de procedimentos, você pode utilizar o desconto de forma ainda mais estratégica.

Isso significa que você nem sempre precisa reduzir o valor da consulta inicial, mas pode oferecer condições mais interessantes para o retorno e procedimentos. Há casos, por exemplo, de profissionais que não cobram pelo retorno, desde que este ocorra dentro de um prazo acordado com o paciente.

Avalie outras condições de pagamento

Definir o limite para o desconto no valor da consulta é algo que deve ser feito com base na realidade de perspectivas do próprio negócio. Até aqui, te demos dicas de fatores que você deve considerar para calcular esse valor de forma adequada e colher os benefícios da prática.

Porém, você não precisa e nem vai poder dar descontos sempre. Vale ressaltar aqui que é importante rever a política de desconto e suas possibilidades periodicamente ou sempre que o faturamento da clínica variar para garantir que sua estratégia não se torne inadequada e passe a gerar prejuízos.

Indo adiante, para evitar qualquer desequilíbrio financeiro, você pode avaliar a possibilidade de permitir que o paciente parcele o valor total da consulta ou, ainda, estudar outras condições de pagamento. Assim, você cria uma situação favorável e que não compromete seu relacionamento com esse paciente.

Mais do que desconto, o que os pacientes querem é atendimento de qualidade. Saiba agora se você está tratando bem seus pacientes!

Rafael Américo

Rafael Américo

Rafael trabalha com redação e escreve sobre produtividade médica. Jornalista, se especializou em economia, negócios e empreendedorismo. Ama cinema, aprender idiomas e conhecer novas estratégias de comunicação. Quer ajudar a Vitta a mudar a saúde do Brasil! #somostodosvittanos

2 Comentários

  • Dr. Antunes
    15 de dezembro

    Há mais de dez anos somente atendo consultas de forma particular. Não recebo muita solicitação de desconto dos pacientes. As vezes, pedem isso para minha secretária. é bem melhor do que atender por convênio.

    • Rafael Américo
      15 de dezembro

      Olá, Doutor! É cada vez maior o número de médicos que se restringem ao atendimento particular. De toda forma, é bacana que a oferta de profissionais que atendem planos de saúde também é grande. Ou seja, o paciente continua sendo beneficiado e pode escolher o melhor para sua saúde!

Deixe o seu comentário