Eficiência no atendimento: clínica cheia não é necessariamente sinal de sucesso

O paciente chegou à clínica e encontrou a sala de espera lotada. Sinal de que o serviço do local é tão bom que a procura é sempre alta, certo? Não necessariamente!

Se você se lembra de quando esteve na posição de quem busca atendimento médico, provavelmente conhece a sensação de frustração ao se deparar com um consultório lotado. Não há dúvida: é sinal de que atrasos devem estar acontecendo e vai ser preciso esperar por mais tempo do que convém.

Assim sendo, há diferentes fatores relativos à eficiência no atendimento que mostram que, nem sempre, clínica cheia é sinal de sucesso. Continue a leitura do post para entender melhor essa questão e, ainda, receber dicas de como evitar o problema!

Entenda por que clínica cheia não é sinal de sucesso

De fato, o objetivo de qualquer médico ou clínica é ter a agenda sempre cheia de atendimentos marcados. Porém, num cenário em que há boa organização e boa gestão do tempo, salas de espera não ficam lotadas. Na verdade, isso costuma ser sinal de falta de eficiência no atendimento, o que não é nada bom.

O ideal é que a clínica e seus colaboradores sejam capazes de promover uma boa rotatividade de pacientes diariamente. Quando isso acontece, a agenda permanece cheia e o fluxo de pacientes no local é constante. Porém, ninguém se depara com uma sala de espera lotada.

Fatores que impactam a eficiência no atendimento de uma clínica médica

Como mencionado há diferentes fatores relativos à eficiência no atendimento que mostram porque ter a clínica cheia diariamente nem sempre é um sinal de sucesso. Portanto, mais do que indicar quais são esses fatores, explicamos abaixo como a atenção a eles pode, de fato, contribuir para que seu negócio seja bem sucedido.

Eficiência do agendamento

Clínicas que estão sempre cheias certamente tem um número interessante de pacientes em suas carteiras de clientes. Nessas circunstâncias, não é algo raro que erros referentes à marcação de consultas e procedimentos aconteçam.

Cada médico tem um ritmo de atendimento diferente, lida com encaixes de forma diferente e adota procedimentos distintos de acordo com a natureza da consulta (primeira vez, retorno, resultado de exames, etc.).

Por isso, os profissionais responsáveis pelo agendamento costumam ter muitas informações para administrar na tentativa de realizar um trabalho eficiente. E, como se não bastasse tudo isso, podem acontecer mudanças (como cancelamentos ou conferências médicas) que alterem toda a dinâmica da agenda.

Para resolver essa questão, uma saída interessante é trocar as agendas de papel por uma ferramenta digital, que torna o agendamento muito mais fácil e intuitivo. Bons softwares de gestão on-line que contam com essa funcionalidade, evitando transtornos e garantindo muito mais eficiência ao processo.

Tempo de atendimento

O tempo médio de atendimento (TMA) tem influência direta na eficiência do atendimento prestado pela sua clínica. Uma consulta não pode ser rápida demais, de modo que o paciente não se sinta seguro e amparado, e nem demorada demais, a ponto de gerar incômodo em quem está sendo atendido e comprometer toda a rotatividade.

É preciso, portanto, fazer uma avaliação que inclua a especialidade da clínica ou de cada colaborador, a natureza do atendimento e o ritmo e metodologia de trabalho de cada profissional. Assim, torna-se possível realizar atendimentos que tenham duração adequada para todos os envolvidos.

Uma clínica sempre cheia pode indicar que o intervalo entre uma consulta e outra não está sendo suficiente para que os médicos realizem seus atendimentos sem atrasos.

Em casos em que o local também realiza exames e abre espaço para a resposta médica logo em seguida (caracterizando um mesmo atendimento), a lotação da clínica pode indicar falta de planejamento para se adequar a essa dinâmica que, de fato, tende a ser ainda mais exigente.

Tipo de prontuário utilizado

Clínicas que recebem um volume alto de pacientes diariamente tem um volume ainda maior de informações sendo geradas e que precisam ser manuseadas e arquivadas.

Se sua clínica utiliza prontuários de papel, é bem provável que você e seus colaboradores saibam dos transtornos gerados por um prontuário arquivado no lugar errado, como o tempo gasto para localizar o documento (errar por uma única letra já é o suficiente para gerar problemas!).

Por isso, a adoção de prontuários eletrônicos contribui para conferir mais eficiência no atendimento aos pacientes. E, mais do que facilitar as rotinas de arquivo, essa tecnologia contribui para otimizar o tempo e melhorar a qualidade da consulta.

Prontuário eletrônico: razões para você contratar agora mesmo

Isso porque o prontuário eletrônico conta com um bulário integrado, além de códigos para exames e outras informações que, por vezes, precisam ser pesquisadas com atenção, antes de irem parar no receituário ou pedido médico. Com a ferramenta, todas essas informações podem ser encontradas com mais facilidade e agilidade.

Rotatividade e satisfação dos pacientes: verdadeiros sinais de sucesso

Os fatores vistos anteriormente permitem perceber que nem tudo o que parece sinal de sucesso realmente é. Ainda que, num primeiro momento, uma clínica cheia pareça um bom sinal, se o atendimento realizado não for eficiente, a verdade é que as coisas não vão tão bem.

Combinando as informações que apresentamos até aqui, é possível dizer que alguns dos fatores que realmente são sinais de sucesso para uma clínica médica são a boa rotatividade e a satisfação dos pacientes.

A pontualidade é, sem dúvida, um desafio em qualquer instituição médica. Mas é importante lembrar que, nem sempre a garantia de um bom atendimento, feito por uma boa equipe de profissionais, vai compensar um tempo de espera dos pacientes.

Portanto, se sua clínica está sempre cheia, não se deixe levar sem, antes, realizar uma boa avaliação. É bem provável que você encontrará formas de fazer com que o seu negócio seja, de fato, um sucesso.

Gostou do conteúdo deste post? Então não se esqueça de compartilhá-lo com os colegas e colaboradores!

Rafael Américo

Rafael Américo

Rafael trabalha com Inbound Marketing na Vitta, produzindo conteúdos voltados para a geração e nutrição de leads. Jornalista, se especializou em economia, negócios e empreendedorismo. Ama cinema, aprender idiomas e conhecer novas estratégias de comunicação. Quer ajudar a Vitta a mudar a saúde do Brasil! #somostodosvittanos

6 Comentários

  • Maria das Graças
    8 de novembro

    Por que um prontuário eletrônico aparece como fator que melhora o atendimento?

    • Rafael Américo
      8 de novembro

      Olá, Maria! Um PEP melhora o atendimento, pois facilita a consulta! Lá, os médicos podem acessar todas as informações dos pacientes, tornando esse momento mais humanizado e ágil. O que acha de utilizar um sistema de gestão que oferece esse serviço?

  • Vinicius Coimbra
    8 de novembro

    Tenho como medir o desempenho dos meus profissionais?

    • Rafael Américo
      8 de novembro

      Olá, Vínicius! Sim! No ClinicWeb, por exemplo, você tem acesso a uma série de relatórios inteligentes. Em um deles, é possível medir a performance de seus funcionários. E, assim, tornar as decisões em sua clínica mais analíticas.

  • Alex
    8 de novembro

    Eu tinha essa visão de que sala de espera significava sucesso. Achava que os pacientes iam ver meu consultório como um lugar diferenciado e disputado. Hoje, vejo que esse tipo de pensamento é errado. A gente acaba desestimulando o nosso paciente e isso é um perigo, porque nosso setor tem muita competição. Prefiro ter um número de marcações menor, mas me certificar que estou oferecendo o melhor serviço.

    • Rafael Américo
      8 de novembro

      Olá, Alex! Interessante a sua visão. Concordo que é muito mais importante atender com qualidade do que volumar o número de consultas. Boa sorte na carreira!

Deixe o seu comentário

[i]
[i]