A importância de um sistema de gestão para um médico pediatra

A pediatria é uma área concorrida e desafiadora, sobretudo porque além da tarefa de manter ou recuperar a saúde dos pacientes, é preciso ter em mente que esses pacientes são crianças. Assim, é preciso conhecer formas especiais para agradá-los e, ainda, conquistar a satisfação e confiança de seus responsáveis.

Frente a tudo isso, fica uma pergunta simples: você já imaginou que o uso de um sistema de gestão médico pode te ajudar a atender melhor a esse público, fidelizá-lo e alcançar o sucesso?

Então saiba que essa tecnologia pode, de fato, trazer importantes vantagens para o médico pediatra em sua rotina de atendimento. Portanto, se te interessa saber mais sobre esse assunto, continue a leitura. Ao longo de post, você vai entender porque vale a pena investir em uma solução como essa!

O que é um sistema de gestão médico

É bem provável que você já tenha ouvido falar em sistema de gestão médica. Trata-se de uma tecnologia que foi especialmente desenvolvida para atender à necessidades de consultórios, clínicas e hospitais e que está cada vez mais presente em suas rotinas.

A adesão a esse tipo de solução tecnológica acontece porque esse sistema conta com funcionalidades que atendem às instituições médicas em todos os seus níveis, desde o agendamento, passando pelo atendimento, até chegar ao administrativo.

O seu objetivo é facilitar a execução de tarefas burocráticas de gestão, otimizando o tempo gasto, reduzindo erros e, assim, contribuindo para a melhoria geral do desempenho da instituição.

Para ficar mais claro, essa tecnologia torna mais fácil, intuitiva e assertiva a gestão da agenda, de informações a serem consultadas e colhidas durante o atendimento e, também, dos dados financeiros do negócio.

A importância dessa tecnologia para o médico pediatra

Você já deve ter entendido que um sistema de gestão pode te ajudar em diferentes etapas, mas ainda pode estar se perguntando porque essa tecnologia é especialmente importante para o médico pediatra. Vamos esclarecer isso!

Quem já ouviu ou pesquisou sobre esses sistemas já deve saber que eles vêm sendo apresentados como ferramentas capazes de garantir vantagem competitiva no exigente mercado da Saúde. E isso é verdade. As suas diferentes funcionalidades contribuem para a melhoria global no atendimento e até mesmo para aumentar e fidelizar os pacientes.

Como acontece em qualquer outra especialidade da medicina, quem atua com a pediatria também enfrenta o desafio de prestar um atendimento sempre de qualidade para se destacar em meio à concorrência e conquistar a preferência dos pacientes.

A diferença é que, além de estar lidando com a saúde — questão sempre delicada —, o médico pediatra está lidando com a saúde de crianças e jovens. Um público que requer atenção e atendimento diferenciado e ainda mais especial. Soma-se a tudo isso o fato de que esse atendimento também precisa agradar aos pais ou responsáveis por esses pacientes.

Em outras palavras, desafio em dobro. E, por isso, é importante conhecer os benefícios de um sistema de gestão médico e entender como utilizá-lo para obter suas vantagens, conquistar seus objetivos e alcançar o sucesso.

As vantagens do sistema de gestão para a pediatria

De um modo geral, o sistema de gestão traz vantagens que são interessantes tanto para a área da pediatria quanto para as demais áreas da medicina. É o que acontece, por exemplo, por meio do módulo de agendamento, que garante mais facilidade para a gestão do tempo e marcação de consultas, evitando atrasos. E que, ainda, possibilita o envio de mensagens lembrete para que os pacientes não percam as consultas, reduzindo o absenteísmo.

Há, também, vantagens a nível administrativo relativas ao módulo financeiro, que faz com que essa tecnologia torne mais simples e intuitiva a gestão das finanças da instituição médica. Assim, contribui para a redução de glosas médicas, para evitar erros de pagamento ou rateio médico e, também, para a coleta de dados fundamentais para o processo de tomada de decisões gerenciais diversas.

Além de tudo isso, um bom sistema de gestão apresenta funcionalidades específicas para diferentes especialidades da medicina, dentre elas, a pediatria. E é por essa razão que a ideia de contar com essa solução se torna ainda mais atraente para o médico pediatra.

Essas mencionadas funcionalidades específicas fazem parte do módulo do prontuário eletrônico do paciente (PEP) do sistema. Por meio dele, é possível criar questionários e modelos de atendimento personalizados para o paciente, de acordo com a especialidade e as necessidades próprias da pediatria.

Além disso, o módulo permite fácil registro e acompanhamento da curva de crescimento (OMS e NCHS) dos pacientes. Assim, o médico pode interpretar com mais agilidade e eficiência dados relacionados ao crescimento e a nutrição de seus pacientes, identificando prontamente casos de desnutrição ou sobrepeso, por exemplo, e atuando para corrigi-los.

O módulo também conta com uma carteira de vacinação unificada e um calendário de vacinação. Ainda que vacinas também façam parte da vida adulta, é durante a infância e a adolescência que acompanhar de perto essa questão se faz ainda mais importante.

Assim, a funcionalidade permite que o médico e os responsáveis pelo paciente estejam sempre bem informados quanto às vacinas tomadas e as pendentes, evitando erros e garantindo a adoção de medidas importantes para a manutenção da saúde da criança.

Considerando o fato de que, não raro, crianças apresentam quadros alérgicos, vale destacar, também, que o sistema de gestão permite o cadastro das alergias dos pacientes. Dessa forma, se torna mais fácil para o médico tratar a condição, bem como acompanhar a sua evolução ao longo dos anos.

Gostou de conhecer as vantagens do sistema de gestão para o médico pediatra? Aproveite para conferir 7 dicas para oferecer um atendimento diferenciado na recepção da sua clínica!

 

Lucas Menezes

Lucas Menezes

Publicitário, autor do livro "Versos e Versões", faz parte da Antologia Poética Brasileira e valoriza a riqueza da cultura nacional. Atualmente, é Owner de Conteúdo na Vitta e trabalha para melhorar a saúde no Brasil.

2 Comentários

  • julio rezi
    16 de Janeiro

    o cadastro de alergias para o paciente é fundamental para tratar crianças e adolescentes. muito legal o conteúdo, estava sentindo falta de algo voltado aos pediatras

    • Lucas Menezes
      16 de Janeiro

      Muito obrigado pelo comentário, Julio!

Deixe o seu comentário