Dificuldade de concentração? Práticas que podem ajudar você na sua rotina

A rotina de um profissional da Saúde é estressante, afinal, a responsabilidade é grande e são muitas as tarefas a serem cumpridas diariamente. Dessa forma, é comum que quem atua nessa área sofra com problemas como a dificuldade de concentração e se preocupe com o próprio desempenho no dia a dia de trabalho.

Esse é o seu caso? Se você respondeu “sim” e identificou-se com a situação, não se preocupe. Felizmente, existem práticas simples que podem ser adotadas visando à melhoria da concentração emocional e física de médicos e outros profissionais da Saúde que participam das atividades de uma instituição médica.

Continue a leitura do post e conheça 7 práticas que podem ajudar na sua rotina de atendimentos e, também, na gestão da sua clínica!

#1. Estabeleça horários para uma boa noite de sono

Atualmente, em uma sociedade cada vez mais acelerada e conectada, é comum que profissionais de qualquer área subestimem o valor de uma boa noite de sono.

Médicos, por sua vez, conhecem bem os benefícios de uma rotina bem estabelecida e de práticas que favoreçam uma um sono tranquilo e revigorante. Conhecem tanto que, não raro, orientam seus pacientes nesse sentido.

Assim, a primeira dica é se organizar para seguir o próprio conselho e dormir bem. Afinal, o cansaço físico e mental é um dos principais inimigos da concentração, do humor e do bom desempenho.

#2. Faça pausas estratégicas durante o trabalho

Para muita gente, a ideia de fazer pausas ao longo do dia de trabalho parece contraproducente, mas não é. Quando planejadas de forma estratégica, essas pausas permitem que o profissional tenha o descanso mental de que precisa para recuperar a sua atenção, bem como a disposição.

Passar longos períodos de tempo desempenhando a mesma função, sem descanso, faz com que a mente e o corpo se cansem e busquem distrações que só contribuem para aumentar a dificuldade de concentração.

Nesse sentido, é importante considerar práticas na rotina pessoal e da clínica como um todo que favoreçam você e os demais colaboradores a fazerem esses intervalos. Por exemplo, é necessário adotar medidas para evitar a má gestão da agenda e do tempo de atendimento. Caso contrário, torna-se impossível encarar a pausa como um momento positivo!

#3. Segmente tarefas

Por vezes, quem tem muitas tarefas a serem cumpridas tende a cair em uma rotina de fazer um pouco de cada coisa, aproveitando “intervalos” ou pausas que não são estratégicas.

Ainda que essa conduta aparentemente direcione ao bom aproveitamento do tempo, o mais comum é que leve ao esgotamento mental que favorece a dificuldade de concentração. A consequência é a sensação ou a real incapacidade de obter bons resultados, aumentando o estresse e deixando a mente ainda mais agitada.

Assim sendo, o ideal é segmentar tarefas para evitar acúmulos e qualquer ansiedade relacionada ao cumprimento desses objetivos. Dessa forma, fica mais fácil se concentrar em cada etapa para realizá-la com sucesso e tranquilidade.

#4. Estabeleça prioridades

Quer você acumule tarefas ou não dentro da clínica, já deve saber que, para ter sucesso na vida, é preciso saber estabelecer prioridades. Afinal, nem mesmo os profissionais mais organizados conseguem escapar de imprevistos que podem deixar a rotina e a mente conturbadas.

Estabelecer prioridades é uma forma de administrar o próprio tempo e recursos, garantindo que se tenha a tranquilidade de poder focar na execução das tarefas mais importantes. Isso te impede, por exemplo, de acumular preocupações em demasia, levando à dificuldade de concentração.

#5. Evite distrações

Evitar distrações é uma das práticas mais conhecidas para lidar com problemas relacionados à dificuldade de concentração. Para tanto, vale ter em mente que, às vezes, somos nós mesmos quem “buscamos” essa distração. Enquanto, em outros momentos, elas acontecem por interferência alheia.

Desativar as notificações das redes sociais evita o hábito de pegar o celular com frequência. Ainda que pareçam simples ou “inocentes”, essas interrupções podem acontecer repetidas vezes, tornando cada vez mais difícil se concentrar em alguma tarefa.

Outra saída é escolher o local mais apropriado ou estabelecer outros limites, como o de horário e forma de comunicação, para evitar que outras pessoas interfiram em seu momento de trabalho.

#6. Alimente-se e hidrate-se bem

Alimentar-se com regularidade e manter-se hidratado são outras práticas já muito conhecidas de qualquer profissional da Saúde. Por vezes, porém, ignoradas em função da rotina atribulada. E aí, tem-se um ciclo que precisa ser quebrado!

A fome e a falta de água no organismo levam à falta de energia e prejudicam o funcionamento do cérebro. E isso resulta em dificuldade de concentração. Por sua vez, essa dificuldade tende a tornar o dia a dia de trabalho mais estressante, fazendo com que o profissional acredite que não tem tempo para parar e fazer uma refeição.

#7. Pratique exercícios físicos

A ideia de que a prática de exercícios físicos contribui para turbinar o cérebro não é nova. Há estudos desenvolvidos nesse sentido e, ainda, a já conhecida prática da chamada “ginástica laboral” que visa uma pausa estratégica no trabalho para descansar a mente e movimentar o corpo.

Se você não conseguir adotar a prática de exercícios físicos em sua rotina diária, uma boa ideia é aproveitar os intervalos para movimentar o corpo, por exemplo, fazendo alongamentos simples.

Movimentar-se ainda que brevemente durante o horário de trabalho é algo que favorece a postura. A forma como você se senta ou se posiciona transmite uma mensagem para o seu cérebro que pode reforçar a ideia de cansaço ou, do contrário, favorecer corpo e mente e a concentração.

Gostou de nossas dicas para vencer a dificuldade de concentração? Então compartilhe este post com os amigos e colegas!

Rafael Américo

Rafael Américo

Rafael trabalha com redação e escreve sobre produtividade médica. Jornalista, se especializou em economia, negócios e empreendedorismo. Ama cinema, aprender idiomas e conhecer novas estratégias de comunicação. Quer ajudar a Vitta a mudar a saúde do Brasil! #somostodosvittanos

2 Comentários

  • Lorenzo
    15 de Janeiro

    A melhor dica é desativar as notificações. Além de desconcentrar nós médicos, prejudica nosso relacionamento com o paciente

    • Rafael Américo
      15 de Janeiro

      Com certeza, Lorenzo! Obrigado por acompanhar o blog.

Deixe o seu comentário