Prontuário eletrônico do paciente pode facilitar sua rotina e fidelizar mais pacientes

prontuário eletrônico do paciente pode facilitar sua rotina e fidelizar mais pacientes

Se a sua clínica ainda faz uso do prontuário tradicional, muito provavelmente ela está atrás de concorrentes que apostaram na digitalização e na tecnologia aliada à rotina médica. O prontuário eletrônico do paciente é um dos facilitadores no atendimento de consultas e fidelizadores de clientes.

Conforme o número de pacientes aumenta, e a necessidade de manter registros fidedignos e agilizar a recuperação de dados se torna inevitável, o PEP entra como uma solução eficiente e de fácil acesso, tanto para médicos quanto para clínicas e hospitais.

prontuario eletronico do paciente

O PEP pelo mundo

O prontuário eletrônico do paciente é uma tendência no mundo inteiro. No Brasil, o avanço do uso dele contribuiu para o aumento da proficiência de mais de 70% dos médicos e deve chegar a todo o país até 2018 segundo o site do governo nacional. Isso mostra que o prontuário digital segue trazendo benefícios para os profissionais e pacientes.

Nos Estados Unidos, por exemplo, a adesão ao prontuário médico eletrônico é incentivado pelo poder executivo. Porém, sua implementação é responsabilidade de organizações locais de saúde.

Já no Reino Unido, todo o desenvolvimento desse projeto é centralizado e impulsionado pelo governo central por meio do sistema de saúde público.

Diferenças entre o PEP e o prontuário no papel

Falta de padronização, ilegalidade, rasuras, ambiguidade, perda de informação e dificuldade na pesquisa. Esses são alguns dos muitos problemas para profissionais da saúde que não utilizam o prontuário eletrônico do paciente em suas clínicas.

O prontuário de papel fica armazenado em um arquivo físico, segmentado e categorizado de forma manual. No dia do atendimento ao paciente, é preciso que alguém se dirija até o arquivo, resgate o documento, disponibilize-o para o médico e, após a consulta, devolva-o ao local correto.

Já o PEP, fica armazenado em formato digital, livre desse tipo de erro. O resgate das informações dos pacientes é bem mais ágil, já que basta o médico acessar os dados pelo nome completo, número da carteirinha do convênio ou qualquer outro controle interno.

Além disso, o prontuário eletrônico do paciente é muito mais seguro, uma vez que possui diferentes níveis de segurança para garantir que somente profissionais autorizados tenham acesso aos dados registrados e compartilhados no prontuário.

Outra vantagem do PEP, é a fácil organização do escritório, evitando a demanda de grandes espaços para guardar formulários na clínica. Atualmente, profissionais que ainda fazem uso de fichas de papel precisam manter os prontuários de cada paciente por 20 anos. E isso resulta em um volume grande de material a ser armazenado, demandando espaço para arquivos físicos.

O sistema eletrônico permite que os dados de cada paciente sejam armazenados por tempo indeterminado, sem fazer com que isso demande a ampliação da estrutura do local.

Se a sua clínica ainda usa o modelo de prontuário tradicional, você já deve ter se visto em uma situação como essa: Há casos em que os pacientes precisam e são autorizados a entrar em contato com seus médicos mesmo sem horário marcado. Mas, se você estava em casa ou em qualquer outro lugar que não fosse a clínica, não conseguiu atender a demanda do paciente por falta de acesso aos documentos necessários…

O prontuário eletrônico do paciente pode ser acessado remotamente por diferentes plataformas que tenham permissão, mesmo fora da clínica médica. Isso favorece que você tenha sempre em mãos o histórico de seus pacientes, podendo consultá-lo e editá-lo se preciso for (mesmo que por um celular, tablet ou um computador que não seja seu).

É importante reforçar que nesses casos de acesso remoto, a segurança permanece 100% garantida. Mesmo que o computador não seja seu, você só vai conseguir acessar ao prontuário eletrônico do paciente com um login e senha próprios.

Fidelização de pacientes

Dentre as principais vantagens do prontuário eletrônico, algumas podem ser mais importantes para o paciente do que para o próprio médico.

Utilizando um sistema automatizado, você ganha tempo e disposição, dedicando-se exclusivamente à solução dos problemas dos clientes. E, ainda sob a ótica do paciente, vale lembrar que, no momento em que precisamos tratar uma enfermidade, o menor sinal de solução e solicitude gera conforto e segurança.

Assim sendo, uma situação que cause atrasos ou dificuldades no atendimento, podem fazer com que o paciente sinta que sua clínica e seus profissionais não estão realizando um bom trabalho e não estão capacitados o suficiente para atender aos seus problemas.

O acesso rápido aos problemas de saúde e intervenções atuais, ao conhecimento científico atualizado, às melhorias dos processos de tomada de decisão e à melhoria de efetividade do cuidado são fatores que deixam o cliente muito mais confiante e gratificado ao sair de uma consulta, pois são coisas que contribuem para a obtenção de melhores resultados dos tratamentos realizados.

Mas como escolher o melhor prontuário eletrônico do paciente para minha clínica?

A escolha do prontuário eletrônico mais adequado para sua clínica demanda critérios que não devem ser abreviados. Não se compra apenas um sistema de PEPs, mas sim um software de gestão de saúde que integra um prontuário eletrônico do paciente como ferramenta. Por isso, é necessário saber o que avaliar na hora de escolher entre as opções disponíveis no mercado. O software precisa ser eficiente, intuitivo e seguro.

Não adquira ou contrate soluções de prontuários sem antes realizar uma boa pesquisa de mercado. O CFM (Conselho Federal de Medicina) fornece uma cartilha com orientações sobre a Certificação de Sistemas de Registro de Saúde que pode ser útil na sua busca.

Ou seja, é fundamental que o programa médico atenda completamente às normas medicinais e seja desenvolvido por uma companhia com experiência e boa reputação no mercado.

Com isso, você terá a certeza de que está criando um entorno responsável e que permita que tanto clientes como profissionais e instituições aproveitem os benefícios do prontuário eletrônico.

 

Lucas Menezes

Lucas Menezes

Publicitário, autor do livro "Versos e Versões", faz parte da Antologia Poética Brasileira e valoriza a riqueza da cultura nacional. Atualmente, trabalha com Marketing de conteúdo e com estratégias para geração de leads qualificados na Vitta. #somostodosvitta

6 Comments

  • Gustavo Roldan
    11 de outubro

    Todos os softwares de gestão possuem o PEP integrado?

    • Lucas Menezes
      11 de outubro

      Olá Gustavo, como vai? Provavelmente sim, mas é importante verificar a segurança desses dados e como esse prontuário é colocado no sistema. O ClinicWeb é o sistema de gestão para clínicas em que você pode customizar e padronizar seus prontuários, além de ser 100% seguro.

  • Aparecida
    11 de outubro

    Tenho em minha clínica um software de gestão e meus pacientes se sentem muito mais seguros

    • Lucas Menezes
      11 de outubro

      Bom dia Aparecida, tudo bem? Os pacientes, de fato, depositam muita segurança na automatização e digitalização dos atendimentos! Qual o sistema que oferece serviços à sua clínica?

  • Luiz Gustavo
    11 de outubro

    O que que é CFM?

    • Lucas Menezes
      11 de outubro

      Olá Luiz, como vai? CFM é o Conselho Federal de Medicina.

Deixe o seu comentário