7 dicas importantes para melhorar a gestão financeira da clínica

O controle financeiro das clínicas nem sempre é realizado com eficácia e isso acaba prejudicando toda a estrutura da empresa. Que administrador ou gestor nunca enfrentou desafios no que se refere a gestão financeira, não é mesmo?

É necessário focar a atenção em alguns pontos cruciais como o fluxo de entradas e despesas, manutenção estrutural (internet, aluguel, impostos), rendimento e, como não poderia deixar de ser, sistema de gestão, de preferência na nuvem.

A longevidade da sua clínica tem que ser sólida e incontestável, por isso selecionamos dicas imperdíveis para melhorar a gestão financeira do negócio.

 

7 importantes dicas para melhorar a gestão financeira da clínica

1 – Faça o fluxo de caixa eficiente de sua clínica médica

Fluxos de caixa são instrumentos controladores da movimentação financeira de um negócio em determinado período de tempo. Para atingir eficácia neste fluxo, tenha atenção às pequenas despesas do dia a dia, tudo o que sai e o que entra na sua empresa.

As datas do fluxo são primordiais para o seu entendimento. Tomando como exemplo a relação entre operadoras e prestadoras, suponhamos que o convênio pague sua clínica somente daqui a 2 meses, é melhor você ter um fundo monetário antes deste pagamento cair na conta. Só desta forma, será possível estimar o quanto pode gastar em equipamentos (medicações e materiais) sem ficar no débito até o convênio acertar o que deve.

Essa dinâmica implica no capital de giro, aquele necessário para financiar a continuidade das operações da empresa. Por conta disso, os investimentos precisam ser pensados e planejados antecipadamente, sempre embasados em prazos. Assim, você não se enrosca na armadilha dos empréstimos, juros, cheque especial e ainda mantém a sua clínica com saldo positivo e uma situação contábil satisfatória.

2 – Procure começar a usar sistemas digitais para a gestão financeira

Pare de perder tempo e investir esforços desnecessários em atividades que podem ser automatizadas por sistemas de gestão. Softwares do gênero evitam falhas humanas e se mostram como facilitadores da rotina de clínicas e hospitais.

Pense bem, nem todos os médicos estão familiarizados com questões administrativas e gerenciais. Nesse sentido, um sistema de gestão na nuvem auxilia no registro de transações e atividades, na emissão de relatórios e gráficos, controle de despesas, colaboração com previsões de faturamento e muitas outras funcionalidades (além de eliminar, definitivamente, o uso vulnerável dos papéis).

3 – Tente separar as contas para pagar e contas para receber

Separar as contas para pagar e para receber compreende em adquirir uma visão holística do faturamento. Esse discernimento é substancial para o bom funcionamento financeiro, uma vez que o fluxo de caixa é a base da inteligência empresarial.

Para isolar essas contas, é recomendado o uso de planilhas de controle, mantendo sempre o registro das transações, ter noção do que sai e do que entra na carteira da clínica (principalmente os custos mais altos da clínica).

Separando-as bem, você será capaz de inibir custos supérfluos e reduzir inadimplências.

4 – Mantenha o foco em busca do crescimento da sua clínica médica

Estabeleça sempre metas financeiras com o pé no chão. Para isso, será necessário certo conhecimento nesse tipo de gestão, como veremos no tópico a seguir. Entretanto, o crescimento da sua clínica médica é um reflexo não só da avaliação positiva dos pacientes, mas também do impacto monetário que alimenta a saúde financeira.

5 – Nunca é tarde para buscar conhecimento amplo de gestão financeira

O conhecimento em gestão financeira deve ser o mais aprofundado possível, estudando sempre as leis, os valores e taxas de impostos que podem circundar o ambiente clínico.

O primeiro passo desse processo todo é começar a tratar sua clínica como um escritório, um lugar de prestação de serviços. A partir disso, deve-se assumir uma postura de gestor e empreendedor, visando sempre manter a estabilidade do negócio.

6 – O segredo da gestão financeira é separar a conta pessoal da empresarial

A clínica deve funcionar como um negócio, tal como tocar uma empresa. Isso significa que por mais que você e sua clínica estejam atrelados, é fundamental o discernimento financeiro.

Os prejuízos empresariais não devem afetar o bolso dos funcionários, assim como as demandas da clínica não devem ser supridas com colaborações pessoais e externas, pois atrapalha toda a logística do fluxo de caixa citado no primeiro tópico.

7 – Pense no futuro da sua clínica médica

Pensando em melhorar a gestão financeira, após seguir todos os tópicos, resta decidir o futuro de sua clínica. Esse embasamento pode ser fundamentado na sua missão e valores, sendo indispensável um plano de marketing bem estruturado e uma estratégia eficaz, não esquecendo nunca de manter a saúde financeira do seu estabelecimento.

E como anda a gestão financeira da sua clínica? Quais são os principais desafios quando o assunto é controlar as finanças. Deixe seu comentário!

Lucas Menezes

Lucas Menezes

Publicitário, autor do livro "Versos e Versões", faz parte da Antologia Poética Brasileira e valoriza a riqueza da cultura nacional. Atualmente, trabalha com Marketing de conteúdo e com estratégias para geração de leads qualificados na Vitta. #somostodosvittanos

6 Comentários

  • Paulo Tadeu
    26 de setembro

    Se eu quero melhorar o financeiro da minha clínica, por que eu iria gastar recursos com um sistema digital?

    • Matheus Soares
      26 de setembro

      Paulo, como vai?

      É comum enxergar os recursos que utilizamos em nossos negócios como despesas, mas se você parar para pensar, irá perceber que um sistema de gestão é um dos melhores investimentos que você pode fazer em sua clínica. Com uma boa administração do seu negócio, o retorno financeiro vem rapidamente, e no “fim do dia”, seu faturamento será maior ainda!

  • Armando
    26 de setembro

    Eu sempre fico com a sensação de que as contas não fecham no fim do mês. Por que isso acontece?

    • Matheus Soares
      26 de setembro

      Armando, o que pode estar acontecendo em sua clínica é falta de gerenciamento financeiro. Se você usa caneta e papel, ou ainda sistemas de gestão obsoletos, é fácil perder informações de entrada e saída de valores. Experimente utilizar um sistema em nuvem com um módulo dedicado exclusivamente à gestão financeira. Garanto que as contas vão fechar!

  • Julião
    26 de setembro

    Quero vender minha clínica empreender em outro ramo médico, mas não sei quanto devo cobrar por ela. Como eu faço isso?

    • Matheus Soares
      26 de setembro

      Empreender é ter vontade de mudar! Para fazer um bom negócio em sua empresa, há vários métodos. Você pode fazer um fluxo de caixa descontado, ou ainda estimar o valor do seu negócio com os múltiplos do Ebitda ou ainda a soma de todos os ativos (carros, imóveis, equipamentos, etc). Bons negócios!

Deixe o seu comentário